sábado, 7 de março de 2015

"Vai ficar tudo bem"

"Vai ficar tudo bem" "Tudo vai dar certo" "Uma hora isso passa, você esquece, querendo ou não" "O tempo é o melhor remédio" são exemplos de frases que tenho ouvido nas últimas duas semanas.
 Eu estou farta. Estou farta disso tudo, de ter que ouvir e ler as mesmas coisas sempre, com pessoas diferentes, estou simplesmente farta. Eu sei que uma hora vai acabar, mas eu tô pouco me fudendo pra esse dia. Minha preocupação é enquanto não passa. Tá doendo. Tá confuso. Tá me agoniando. Tá me apertando e me moindo e me torturando e me machucando aos poucos de forma lenta.
 É engraçado porque meu cérebro me anestesiou e eu fiquei bem essas duas semanas e agora, agora esse meu coração inútil resolveu sentir. Resolveu sentir dor, resolveu sentir aperto, resolveu sentir medo.



 Eu não quero palavras de consolo que nada mais são do que vômitos de pessoas que não sabem como me ajudar. Não quero falsidade e não quero questionamentos. Ninguém tem que saber.
 Então é isso, chegou o dia de eu contar, eu falei que ia chegar. Eu tô saturada e preciso colocar pra fora tudo que meu coração inútil quiser sem pensar no que tô escrevendo, esquecendo coerência, esquecendo sentido, esquecendo tudo.
 Eu e Luan não estamos mais juntos.

 "NOOOOOOOOOOOOOSSA PARÇA PQ"

 1) Não é da sua conta;
 2) Fazer essa pergunta é indelicadeza;
 3) Ninguém quer saber como eu ou ele estamos, só querem saber o motivo que fez um namoro de quase quatro anos acabar;
 4) Entendo que você imaginava que isso nunca ia acontecer com a gente, mas pfvr se você não tem intimidade comigo apenas meça suas palavras;

 "Mas acabou mesmo?"

 Eu tenho cara de vidente? Mãe Diná, kd você quando preciso de ti?

 Não sei cara. Não sei. Foram os melhores quatro anos da minha vida. Ele me viu crescer, sair de uma menina boba e insegura e me viu virar o que eu sou hoje. Eu tenho orgulho de quem eu sou hoje. Sou forte. Sou feminista. Estou lutando pelo que eu acredito. Estou lutando para me amar e para fazer vocês que me acompanham se amarem também.
 Ele me ajudou em um zilhão de coisas e ouviu minhas reclamações enxugou minhas lágrimas me abraçou e me embalou quando eu estava sofrendo e céus foram uma porção de momentos assim.
 Ele foi, antes de sermos namorados, meu melhor amigo. E não é porque nós terminamos que vai deixar de ser. Se isso vai fazer nossos caminhos se cruzarem de novo no futuro? Não sei.

 "Entrega nas mãos de Deus"

 EU.ESTOU.TENTANDO. Mas porra, é difícil. É difícil porque isso significa que eu vou perder o pouco controle que tenho. É difícil porque aí todos os planos que tínhamos podem ter que ser feitos com outra pessoa e essa ideia me parece errada pra caramba.

 As pessoas não conseguem acreditar que nós terminamos bem e isso é muito triste. Sinal de que pra elas só se pode terminar um relacionamento com tragédias. Isso é deprimente. Sinto pena dessas pessoas, que insistem em saber o que realmente aconteceu. Cara, às vezes a gente só acha que aquilo é certo naquele momento.

 Quem me acompanha no Instagram (@MariianaFerrari) ou na Fanpage do blog (olha aí do lado pq não tô a fim de postar link) tem visto meus diários e perceberam como eu tô um fone de ouvido todo embolado que você não consegue desembolar de jeito nenhum. Eu não sei o que tô sentindo não sei o que tá se passando dentro de mim não sei o que eu quero pro futuro eu só queria voltar a me sentir segura sem me preocupar com nada e agora eu preciso me preocupar com tudo e isso é horrível eu odeio tomar decisões eu odeio eu odeio eu odeio principalmente quando se trata do coração.

 Eu posso me arrepender de postar isso? Provavelmente. Mas eu não tava aguentando mais não colocar pra fora.
 Eu sou forte. Eu estou andando com meus próprios pés agora. Eu estou vacilante, como uma criança que está aprendendo a andar.

 Mas eu vou aprender.

 E vou correr. Correr pra felicidade.

 Se felicidade = Luan eu não sei. É isso que meus pés vão me mostrar.

 Sweet, eu sei que você tá lendo isso, então: Você foi a melhor coisa que me aconteceu e eu nunca vou me arrepender de ter "gastado minha adolescência" com você. Nunca. Obrigada por tudo, e que Deus decida o que fazer conosco. Você sabe o que eu espero que seja.




 Nossa, parece que tirei um elefante das costas.

8 comentários:

  1. O importante é você saber que pode andar com seus próprios pés, ainda que cambaleando.. nós nunca nascemos sabendo, e as vezes quando ficamos tanto tempo no mesmo lugar (no caso, nos braços de alguém) a gente acaba perdendo o jeito, acaba tendo um certo receio em caminhar sozinhos.. que bom que vocês continuam amigos, isso é realmente maravilhoso, só se certifique de quão próximos vocês vão estar e de como isso vai influenciar vocês a seguirem em frente ou não, e se isso vai ter um efeito positivo ou negativo na sua vida. E concordo contigo, sem essa de 'vai ficar tudo bem', tem hora que a gente só quer 'poder' sentir, sem ter que ouvir que aquilo é temporário. Nós sabemos! Tudo é temporário, mas é tipo 'ME DEIXA SENTIR' e voce tá certissima, não reprima nada, sinta, sinta até que o sentimento se esvaia por si mesmo. Só saiba que você é linda, maravilhosa por dentro e por fora, e merece e vai ter toda paz do mundo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo. Nossa, muito muito muito obrigada pelo seu comentário, me fez sentir muito melhor.
      E sim PFVR ME DEIXEM SENTIR EU QUERO CURTIR A BAD as pessoas não entendem que às vezes o sofrimento é necessário para crescermos e aprendermos.

      Obrigada, eu tenho certeza que você é uma pessoa incrível também <3

      Excluir
    2. Obrigada! <3 Posso te dar uma dica e de quebra te indicar uma música? kk Todo mundo ama música, e todo mundo ama curtir uma fossa de vez em quando e ouvir músicas que tenham a ver com o que sentimos, MAS, procure músicas com a letra triste, mas com o ritmo mais animadinho.. quando eu tava na bad, eu escutava Camélia Jordana - Non, Non, Non o tempo todo, porque (1) é animada (2) o clipe é engraçadinho (3) a letra era o que eu estava sentindo (e acho que é o que você está sentindo também)

      - H

      Excluir
    3. OLHA SÓ QUEM TÁ 10 DIAS ATRASADA PRA RESPONDER O COMENTÁRIOOOOOOOOOO

      Vou ouvir, obrigada!!!

      Excluir
  2. Mari, não vou dizer pra você que vai ficar tudo bem e nem te perguntar o motivo para seu namoro ter acabado porque eu sei, por experiência própria, como isso é chato. E não foi uma vez só que passei por isso não, foram cinco. Então eu posso dizer que te entendo e sei o que está sentindo. Não vou dizer que sei exatamente, porque cada casal se relaciona de um jeito, cada pessoa ama de um jeito, cada um se entrega de jeito. Mas no fundo, essa angústia, indecisão e medo que está sentido agora, acho que é igual pra todo mundo. Pelo menos, eu também senti. Então, o que eu posso te dizer é que SINTA, sinta mesmo, mas não se cobre por não entender nada agora. Não digo que o tempo cura tudo, pq sinceramente não acho que cure, mas digo que com o tempo as coisas se tornam mais claras, os sentimentos mais definidos, você acaba encontrando algumas respostas para suas infinitas perguntas de agora. Então não se cobre por nada agora. Não se preocupe por não entender o que se passa dentro de você e não fique triste por não saber o que vc sente. Daqui um tempo (e não sei quanto tempo, porque para cada pessoa isso é diferente) você entenderá o que aconteceu. Talvez nem entenda tudo, mas conseguirá seguir em frente e superar o que passou. Talvez você perceba que é melhor viver sem ele. Talvez não. Talvez perceba que precisa mesmo dele. E pode acreditar, ele também tem essas dúvidas. Mas isso vocês só saberão daqui um tempo. É mesmo muito difícil caminhar com os próprios pés depois de tanto tempo caminhando com alguém. Mas você comparou perfeitamente, é um bebê aprendendo a andar. E se eles aprendem tão rápido, porque você não reaprenderá também? Afinal, você viveu muito mais tempo sem seu namorado do que com ele. Bom, era mais ou menos isso que eu queria te falar. Sou aquela pessoa que ensaia várias vezes o que vai escrever e quando faz, nunca sai exatamente como gostaria, mas acho que dá para entender. Eu poderia estar mais perto de você (sou próxima e talvez vc até saiba quem sou), mas não quero ficar te chamando para conversar sobre esse assunto pq eu considero isso uma invasão de privacidade. Quando eu passei por isso, preferia ficar sozinha do que ter que ficar repetindo a mesma história para cada um que vinha me chamar para conversar. Porque são sempre as mesmas perguntas, não é!? Aff, isso é um saco. Então eu não te procuro por isso. Talvez vc tenha ficado chateada ou triste comigo, ou talvez vc tenha até me agradecido em pensamento, rsrs... Um dia eu saberei. Por enquanto, prefiro deixar vc na sua, ter o seu tempo. E, se quiser conversar, estarei aqui pronta para te ouvir. Talvez só para te ouvir, mas estarei aqui. E saiba que te admiro muito, pela sua coragem de ter postado isso, porque não deve ter sido fácil, mas aposto que está mesmo se sentindo bem melhor depois de ter escrito. Porque eu queria ter feito isso na minha época, mas não tinha essa sua ousadia. Sabe, talvez estejamos meio distantes, por você achar que não penso como você, mas eu leio a grande maioria das coisas que escreve e pode não parecer, mas aprendo muito com você. Não converso sobre por falta de oportunidade, mas um dia conversaremos. Desejo que você supere tudo e um dia olhe para trás e diga, hoje eu entendo porque aquilo tudo aconteceu comigo. Que Deus te abençoe e guie seus passos! Te amo! Bjos linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô aqui faz meia hora tentando pensar em quem você é HAHAHAHH venha cá, me abraça <3 nem sei o que falar desse seu comentário lindo, cheio de amor e incrível. Você me trouxe paz e luz. Obrigada. E desculpa a demora em responder kkkk

      Por favorrrrr se você ler esse comentário me chame no inbox e me fale quem você é, preciso te agradecer de forma corretaaaa!!!!

      ~muito amor pra você~

      Excluir
  3. Mari, esse seu desabafo só mostra o quanto você é mesmo especial. Uma meninade garra e sensiblidade única. Sou sua admiradora declarada e você sabe.
    Confesso que quase cheguei a te chamar em off alguns dias atrás e perguntar se você estava bem, eu não "sabia" que vocês não estavam mais juntos até ler esse post agora. A gente percebe pelas palavras que a pessoa está em outra fase e felizmente também percebi que você precisava passar por isso sem intromissão e perguntas clichê. Só você sabe o que está sentindo e só você sabe que na hora certa o que você está sentindo deixará de ser importante e que as boas lembranças não vão doer mais.
    "É uma barra gostar de alguém e não estar mais junto", mas se terminaram bem e prevaleceu a amizade é porque vocês saberam ou aprenderam a viver assim.
    Chore tudo o que tem vontade de chorar, coma muitos brigadeiros e assista muitos filmes de romance americano (essa parte do clichê é muito útil) para curtir a fossa.

    Haaaa aproveite para escrever, meus melhores textos surgiam no meu período de fossa.

    E seja feliz, pq VC é muito feliz com ou sem o Luan.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Chore tudo o que tem vontade de chorar, coma muitos brigadeiros e assista muitos filmes de romance americano (essa parte do clichê é muito útil) para curtir a fossa." SIM AHAHHAAHAHAHHAAHAHHAHAHHAHA

      Obrigada pelo comentário. Sinto que você é alguém bem próxima, então sinta-se muito abraçada. Estou muito, muito grata <3

      Excluir