quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Sobre amigos virtuais

 Primeiramente, quero me desculpar pela ausência. Ando sem ideia para posts e meio desanimada/estressada. Inclusive, esse post é para eu relaxar. Então se você tá aqui me fazendo companhia e lendo, obrigada, viu? Pegue um cházinho ali no fogão e vem sentar aqui no sofá pra papear comigo.

 Eu vi os vídeos cassetes dando lugar aos DVD's e vi a internet entrando aos poucos no nosso dia a dia e, do nada, BOOM, explodiu. Quatro anos atrás ter internet no celular era para poucos e, hoje, não há quem não tenha.
 Com a inclusão virtual, claro, óbvio, com certeza, como consequência, é normal que pessoas se conheçam atrás das telinhas.
 Descobri esse mundo na época do Ask.fm. Conheci pessoas e as adicionei no MSN. Viramos amigas (lembrando que eu tinha, sei lá, 12, 13 anos, meu conceito de amizade era diferente).
 Naquela época era difícil saber se a outra pessoa era quem ela se dizia ser mesmo. Então meus pais ficavam com um pé atrás enorme.
 Eu, claro, amadureci, e, daqueles "amigos", não sobrou um. Graças à Deus. Às vezes sinto falta dos papos, mas era coisa de criança. Nunca conversei via Skype com nenhum, o que eu, hoje, quatro anos mais velha, considero algo de maior segurança. Sempre tive medo, na verdade.

 Quando criei o blog e o facebook, conheci pessoas novas, sim, mas tudo mudou foi de 2013 pra cá.
 Em 2013 comecei a me corresponder por cartas (hábito que estou tentando retomar aos poucos) e entrei no falecido grupo do blog Depois dos Quinze no face. Falecido não, ele tá lá às traças.
 Eu nunca fui de ler sempre o blog da Bruna, mas sei lá porque descobri o grupo e, gente, minha vida mudou. Mais de dez mil pessoas num mesmo lugar. Claro, as que participavam eram sempre as mesmas.
 Foi lá que eu conheci a Su diva do Rosto de Neve, a Karly do Antena Antenada, e mais um milhão.
 É complicado citar nomes porque sempre tem alguém que a gente, na tentativa de lembrar, não lembra.
 Em dezembro do ano passado aconteceram umas coisas legais. Eu comecei a tag "Conhecendo religiões" aqui no blog (inclusive, se conhecerem alguém Wicca, Umbanda e etc, me avisem nos comentários porque quero voltar com a tag) e queria falar sobre Espiritismo (foi o primeiro post sobre. Não viu? Clica aqui). Foi aí que conheci a Ana. Vocês já devem ter visto eu falar dela aqui, ou vendo ela lá na fanpage do blog, etc. Eu já tava cansada de forçar amizade com outras pessoas e nunca dar certo, mas quando vi já estava contando tudo da minha vida pra ela e pedindo conselhos e etc. Viramos amigas e vamos nos conhecer mês que vem. Eu não tô cabendo dentro de mim de felicidade.

 Ainda em dezembro, ainda no grupo do Depois dos Quinze, o pessoal compartilhou uma imagem propondo cada um postar o email nos comentários e, quem se sentisse à vontade, mandar um email desabafando. A ideia era ter um "diário virtual" e era opção a pessoa responder ou não.
 Várias pessoas me mandaram, mas eu só respondi/mantive contato com uma: a Dani.
 Ela é mais nova que eu, e no começo eu achava ela bem mimadinha. Mas a gente foi conversadno ,e conversando, e quando eu vi éramos amigas. Só fomos pedir o whatsapp uma da outra lá pra março, e conversamos desde dezembro. Gente, já faz quase um ano. Não acabou. Somos amigas ainda. Conversamos ainda. Ela é meu amorzinho.

 Em maio, em outro grupo no face originado do Depois dos Quinze (o DDM, já citei ele aqui), vi uma menina aqui do meu estado desabafando lá: tinha acabado de perder o pai pro câncer.
 Eu não consegui ficar quieta e deixar passar. Chamei ela por inbox dando minhas condolências e falando que, sempre que ela precisasse desabafar, eu estava ali. E ela veio. Várias vezes. Até hoje. E criamos uma amizade segura em torno disso.
 Sim, ela me estressa muito às vezes, mas eu sei que irrito ela também. Nos conhecemos em setembro, e já postei aqui sobre o fim de semana, se não conhece, vem conhecer a Eli clicando aqui.

 E, por último, mas não menos importante, a Shei. Ela, que é a nova colaboradora do blog. Essa linda maravilhosa grávida, que não deixa passar nada despercebido. Sempre que tô mal, ela tá ali, me "ouvindo", me entendendo e me fazendo rir. Ela e a Stel são minha alegria em muitos momentos, e é inevitável ver coisas de bebê e não lembrar da minha estrela. Amo muito e amo mesmo.

 Falei das que conviveram all the time comigo. Mas tem a Elly Carvalho, uma LINDA que eu converso desde janeiro também. Já foi minha confidente mil e uma vezes, mas acabou que ficamos meio afastadas esse ano porque ela estava se preparando para o vestibular. Agora estamos voltando à rotina e voltando a conversar, e é muito bom matar a saudade dela <3
 A mesma coisa vai pra Luma. Não sei se ela lê o blog, mas conversamos desde julho do ano passado. Acabamos nos afastando também por causa de faculdade e etc e tal, mas também estamos voltando a conversar e é muito legal ver como ambas amadurecemos nesse meio tempo.

 Fica difícil citar todo mundo porque é muita gente e todas elas/eles são especiais pra mim.

 Antes de terminar esse post, preciso mandar um chamego e um beijo especial para minhas irmãs do Femininjas, em especial pra Ysa, Camis e Lili. Elas estão tendo uma paciência incrível para me ajudar no processo de desconstrução do machismo e preconceito em mim (vou fazer um post só sobre isso). Se não fosse elas, eu não teria aberto os olhos pra tanta coisa. Obrigada menines <3

 Agora, eu termino esse post contando sobre minhas amizades com uma pergunta: e vocês? Tem alguma história bacana de amizade virtual? Deixe aqui nos comentários, vou adorar ler (amo ler sobre essas coisas, me derreto toda).

 Desculpem se esse post é diferente e talvez não tenha agradado à todos, mas ele cumpriu com minha intenção inicial: me acalmou.

 P.S.: Nem preciso falar sobre a atenção para/com amizades virtuais, né? Nem preciso falar que todo cuidado é pouco, certo? Olhe o perfil, veja se tem amigos em comum, veja se é real e depois pense em levar a amizade à frente. Pelo amor de Deus, tomem cuidado.

 Beijos, cheiros e até o próximo post <3
Fechando o post com a última visita que eu fiz à Eli

12 comentários:

  1. Eu sempre passo aqui no teu blog mas quase sempre estou no estágio e acabo não comentando. Hahaha Aí hoje eu estava de boas na minha caminha e vi que você compartilhou o link no face e quando vi o título, senti que algo aqui merecia minha atenção e OLHA SÓ QUEM FOI CITADA PELA DE MENOR MAIS LINFA DESSE BRASEEEL!?! Maricota, olha só! Eu nunca acreditei em amizade virtual até entrar naquele bendito grupo do DDQ e trazer você e varias outras pra minha vida, sério, morro de vontade de conhecer todas, VC, Su, Lari... Nossa, são tantas. No entanto, muita gente me decepcionou tbm, sabe? Estranho né? Pessoas que nunca encontramos conseguem nos magoar até de longe. Haha mas Deus é tão generoso que preservou apenas os que merecem meu carinho. Obrigada por tudo, pelos papos inúteis, os úteis e desculpa por não ser sua personalidade style quando vc e pede conselhos sobre seu look às 4 da matina. Kkkkkkk kkkkkkkkkkkkk Post maravilhoso e que me deixou super à vontade pra fazer esse texto. =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Karly, que honra você por aqui!!!
      O grupo do DDQ trouxe bons ventos para nós, mas trouxe ruins também. Acho que é natural a gente se decepcionar, afinal, são mais de mil pessoas, alguma ia ter que nos chatear.
      E OLHA TÔ PENSANDO EM TE SUBSTITUIR VIU NUNCA VI NÃO ESTAR ACORDADA ESSA HORA AFF posso fazer nada se você vive no passado kkk

      Obrigada e se sinta em casa sempre pra vir e comentar <3

      Excluir
  2. Tô chorando, já te falei isso, mas eu tô chorando. Como eu disse, você foi um anjo que apareceu no pior momento da minha vida e eu sou muito grata ao DDM por isso. ♥

    ResponderExcluir
  3. Amigos virtuais são um amor. ♥ Tenho três, amo todas elas demais, é como se estivessem do meu lado mesmo. Nos conhecemos no blog de uma delas, e desde então nos falamos sempre. Aliás, era um blog sobre wicca, eu sou wiccana, haha! ♥
    Felicidade pra você e pras suas amigas, fico sempre muito feliz ao ler esse tipo de coisa, é muito amor. ♥ Tem gente que menospreza amizades virtuais, mas desde que você saiba que a pessoa existe mesmo é um laço tão forte quanto qualquer outro.

    agataluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMASSIM VOCÊ É WICCA, VEM AQUI PELO AMOR DE DEUSSSS

      E obrigada, sua linda <3 quem menospreza amizades virtuais não teve a honra de tê-las ainda. Eu não consigo explicar a sensação. É uma das sete maravilhas do mundo hahaahh

      Excluir
  4. Ai Mari, tu é uma pessoa MUITO ABENÇOADA, uma pessoa que tem um coração enorme. Sei que esse tipo de post não chama atenção de muita gente, mas foi o que tu disse, sua intenção era te acalmar, então está certinha, as vezes eu fazia isso quando eu tinha outro blog, estava pouco me lascando se muita gente ia ler ou não, mas a minha intenção era: desabafar, melhor coisa!

    "Ainda em dezembro, ainda no grupo do Depois dos Quinze, o pessoal compartilhou uma imagem propondo cada um postar o email nos comentários e, quem se sentisse à vontade, mandar um email desabafando" EU LEMBRO DISSO! Recebi vários emails, mas não peguei muita amizade com ninguém.

    Eu tenho muita mas MUITA amizade virtual, tenho uma que eu conheci na epoca do orkut fake (sim eu amava), isso eu tinha o que? 12 anos? Agora estou com o pé nos 20, e conheço essa guria desde essa epoca, ela nem era daqui de São Paulo, hoje em dia ela é daqui e a gente sai pra altos roles. Fora o pessoal do DDM, socorro, fiz MUITA amizade lá, pessoas que nunca vi na vida mas tenho muita vontade de conhecer, tipo você!

    Fica na paz Mari, um beijinho no seu coração,fico triste por não ter tanto tempo assim pra conversar e desabafar horrores contigo. Qualquer coisa estou aqui, não esqueça disso, e é noix. Besitos da Tamis www.lalonita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é uma linda mesmo, Jesus abençoe viu!!!

      Amizade virtual é tão lindo né? Eu acho difícil minhas amigas virem morar aqui porque sacumé, ES né HAHAHAHAH mas torço do fundo do meu coração que 2015 seja o ano de eu realizar sonhos e conhecer amigos virtuais <3 A MA RIA te conhecer Tamis, nossinhora.

      Sua linda <3

      Excluir
  5. MARAVILHOSA <3 <3

    A gente começou a conversar como quem não quer nada e hoje é difícil passar um diazinho sem se falar, aliás, quando isso acontece sinto uma falta danada. Eu só tenho a agradecer ao papai do céu por ter te colocado no meu caminho no momento mais lindo e feliz que estou vivendo: a gravidez.
    Obrigada por tudo, pela amizade, pela paciência, pelas broncas, por me fazer rir e sempre me dar apoio quando tudo parece querer desmoronar. Por você voltei a acreditar que amizade verdadeira virtual existe, sim!!!!

    Sabe que pode contar comigo sempre, pro que der e vier.
    Te desejo tudo de bom nessa vida.
    Beijos. Amo você! ♥

    ResponderExcluir
  6. Me identifiquei com muito do que você disse, Mariana.
    Tive diversas "amizades" virtuais que graças a deus não duraram, em compensação tenho uma grande amiga que considero uma irmã.
    Sabendo aonde procurar, sempre encontramos gente bacana xD
    Além disso, escrever sempre me acalma. Que bom que funcionou com você também.
    Beijos!

    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tem aquelas que a gente agradece por não ter ido pra frente né? hahahahah

      Nossa, a escrita é meu refúgio, me acalma demaissssss, me ajuda a pôr os pensamentos em ordem, sabe?

      Beijoca!!!

      Excluir