segunda-feira, 14 de julho de 2014

Coisas que eu sei

 Não vou começar esse post amorzinho como sempre comecei.
 Tô aqui hoje pra me despir pra vocês.
 Eu não sou sempre essa pessoa animada/feliz/de bem com a vida que vocês enxergam por aqui.

 Blouse off.

 Como vocês viram no post do workshop que fiz com Luan (se você não viu vai lá, tá dois posts abaixo. Tô sem saco pra postar link) sou uma pessoa de riso fácil. Eu rio facilmente do que as pessoas falam, não nego um sorriso pra ninguém.
 Menos quando algo me chateia muito.

 Shorts off.

 Vocês não conhecem a Mari que detesta seu corpo.
 Vocês não conhecem a Mari que chora porque está acima do peso/não consegue se manter numa dieta.
 Vocês não conhecem a Mari que se apega muito fácil às pessoas e sofre quando vê que elas não correspondem sentimento.

 Smile off.

 Então hoje vocês vão conhecer.
 Vão conhecer minha cara séria que eu não gosto e tô no processo de aceitação, vão ver meu braço que eu também não gosto, vão conhecer minha nuca que eu acho defeituosa, minha melodramatização comigo mesma, minhas poses e testes em fotos aleatórias.
 Eu não tava triste ao fazer essas fotos, mas não sorri em nenhuma.
 E não foi proposital na maior parte.

 Mask off.

 Conheçam a Mari sem máscaras, que é também a Danni Carlos da música "Coisas que eu sei", que é você, mesmo que um pouco.
 Vejam essas fotos ouvindo essa música por favor, vocês vão ver como se encaixa.
 Porque é isso que eu sou, uma bagunça sem fim. Assim como cada uma de vocês, mulheres.

 E homens, se apaixonem por esse mundo interior que cada uma tem dentro de si, que com certeza deveria ser motivo de estudo. É surpreendente ver o que uma mulher pode oferecer para seu parceiro (seja ele do sexo masculino ou do sexo feminino, porque o amor não tem sexo, o amor só faz sexo, o amor só faz amor).














8 comentários:

  1. Você é linda, Mari.
    Esses dias você postou no facebook uma foto tirada no espelho e estava sem o sorriso costumeiro, e a primeira coisa que pensei foi em como é estranho ver uma foto sua sem ele. Você me lembra a atriz Elle Fanning, e não só fisicamente. Ela também é geralmente vista com um sorrisão no rosto. Assim como você, ela tem o riso fácil. Só que "riso fácil" não quer dizer "riso sempre". E você passou muito bem isso através do texto e das fotos. Gostei muito! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Ana. Não esperava um comentário seu por aqui.
      Muito obrigada. Eu te admiro muito e ser elogiada por você é uma honra. Me sinto muito feliz.
      Obrigada mesmo!!

      Excluir
  2. Eu super concordo com o que a Ana disse acima: é muito estranho te ver sem o seu sorriso. Ele contagia, juro. Mas também foi bom ver um outro lado da Mari, um lado que ela evita mostrar.

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Gostei de ver esse outro lado da Mari que conhecemos e, ao mesmo tempo, é estranho não te ver distribuindo o riso. Me passou muita (ênfase no 'muita', por favor) verdade. Faça mais posts do tipo, porque sério, tá incrível e surpreendeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dani amorzinho. Vou fazer, pode deixar <3

      Excluir
  4. Eu sinto uma identificação forte com essa música, assim como você. Não sei se com você é assim mas eu escrevo o meu blog e ali mostro apenas as minhas melhores faces -por que sim, todo mundo tem muitas- por que acho que é assim que tem que ser.
    Seu post por outro lado, foi muito surpreendente. Do tipo que a gente não espera encontrar e acaba se identificando muito. Parabéns.

    tofalandoisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto de me mostrar como sou sabe? Sem esconder nada. Mas infelizmente acabamos dando prioridade apenas à felicidade, e nesse post quis quebrar isso.
      Fico contente que você tenha gostado e se identificado, de verdade :D

      Excluir