segunda-feira, 12 de maio de 2014

Falando de sexo: (quase) gravidez na adolescência

Foto: amigo Google

 Sempre se fala em matérias/posts em blogs gravidez na adolescência (o que quero falar aqui, no futuro), e passei por uma situação mês passado que me fez pensar "preciso falar disso no blog".
 Então foi assim que resolvi criar a TAG "Falando de sexo" no blog, que nem sempre vai ser sobre sexo especificamente, mas sim em torno do assunto.
 Tenho uma amiga que estava preocupadíssima um tempo atrás porque tinha uma amiga dela (captaram?) entrando em estado de ebulição por suspeitar de gravidez.
 Pois bem. Vou contar direito. Considerem minha amiga Ana e a amiga dela Luíza, obviamente nomes fictícios.
 Ana veio me perguntar o que fazia porque sua amiga, Luíza, tinha deixado escapar para ela que estava sem menstruar há dois meses e que, nesse período, teve relações sem camisinha.
 Perguntei porque raios a menina esperou a menstruação dela atrasar dois meses pra fazer o teste e a Ana me contou que ela tinha a menstruação desregulada desde quando menstruou pela primeira vez, que já ficou até três meses sem vir. Graças a Deus eu leio muito sobre essas coisas.
 Falei pra Ana que a menina tem que ir no ginecologista urgentemente, porque menstruação desregulada dessa forma não é normal. Ponto um.
 Ponto dois: fazer um teste de gravidez urgentemente.
 A Ana falou com a Luíza e, depois de resistir um pouco (por puro medo, o que eu compreendo porém acho babaquice - ENFRENTEM O MEDO!), ela aceitou fazer o teste e marcar o ginecologista (o que deixou pro mês que vem). 
 Pediu Ana pra ir com ela na casa de um terceira amiga e fazer lá.
 Então lá se foi Ana, Luíza e o namorado de Luíza pra casa da Tati (também fictício). 
 Chegaram lá, abriram o teste e viram que em 5 minutos o resultado sairia. 
 O que Ana me contou foi que Luíza fez o xixi, colocou o teste dentro e todos esperaram extremamente tensos o maldito resultado. Negativo. 
 "Ah mas Mari isso é só um relato de uma história com final feliz, por que tá contando?"
 Ok o final foi aliviador - não feliz.
 Mas por que eu to falando isso? Porque gente, vocês não podem esperar a menstruação atrasar dois meses pra fazer um teste (ponto um).
 E, se a menina não toma anticoncepcional e vocês não tem intenção de engravidar, usem camisinha. Quantas vezes vocês vão ter que ouvir isso até se convencerem? Até acontecer com vocês? (ponto dois)
 "Ah mas agora já transei sem camisinha na emoção do momento já foi e agora o que eu faço socorro". Amiga, pílula do dia seguinte. Mas pelo amor de Deus: pílula do dia seguinte são em casos extremíssimos, e só pode tomar duas vezes no ano (se não me engano, me corrijam se estiver errada). Vocês não tem noção de como essa pílula mexe com o corpo e com os hormônios da mulher. Só em casos extremíssimos! (ponto três)
 E aí, você vai esperar acontecer com você ou vai começar a ter juízo nessa cabecinha? Sei que acidentes acontecem, vejo mulheres que engravidam com anticoncepcional E usando camisinha, mas isso são exceções. Você não vai morrer se procurar um ginecologista pra tomar um anticoncepcional ou usar camisinha sempre. Fiquem atentos para o caso de a camisinha estar furada, já que é raro ela furar no ato.

 Gostaram da nova TAG? Acham interessante falar sobre isso aqui? E do post, gostaram? Comentem aqui falando e contando suas experiências.
 Beijos e cheiros amorzinhos <3 

Nenhum comentário:

Postar um comentário