sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Da breguice do amor

  A ruiva estava rindo da situação. Logo ela, que sempre abominava toda reação romântica-brega que via pela rua, achava perda de tempo todo aquele melodrama visto em letra de música de pagode da década de 90, toda reação exagerada ao receber uma correspondência de alguém amado, estava fazendo tudo ao contrário.
Se pegou gargalhando ao se dar conta disso: estava se tornando aquilo que sempre achou desnecessário. Julgou e agora estava pagando a boca, como diria sua tia.
Mas, que se foda! Dá-lhe breguice aos dois. Ela estava amando. Ela se jogou de cabeça naquela toca de coelho da Alice e não quer mais sair do Mundo das Maravilhas. 
Deixa o sorriso tomar conta da sua face, deixa fazer papel de tonta, deixa achar que o dia está lindo - mesmo que esteja um calor de 40 graus lá fora, sem um mísero vento e você esteja lotado de afazeres irritantes como inúmeras tarefas daquela faculdade que você odeia -, deixa chorar de amor com medo do futuro, deixa querer ganhar carta, flores, bombons, ser chamada de princesa, ver que letra de pagode faz sentido, deixa ser chamada de todos os diminutivos possíveis e apelidos carinhos que não fazem sentido. 
O amor é isso. É abandonar antigas convicções e embarcar em outras, de braço aberto e cabeça mais ainda. E ela não poderia estar mais feliz com aquela situação toda.




La Rousse, Tá vendo o que você fez comigo, Gabriel? 
— Gizele Eleonora 



Gente, tia Mari falando. A dona desse texto ma-ra-vi-lho-so é a Gizele, uma guria também capixaba da gema, que, além de ruiva, gata, e simpática, escreve bem. Tem um tempo já que eu chamo ela pra participar do Cafeína Aguda e ela sempre me enrolou (danadinha). Mas agora ela me mandou esse texto e não adianta, não escapou. 
 Vou estar sempre postando crônicas/textos dela aqui, mas se você quiser conhecer mais a arte e o dom da escrita dela, é só ir no Tumblr dela. Vale a pena viu, é de cair o queixo!!!
 A e claro, não posso deixar uma ruivíssima dessa passar despercebida ne? Tem fotooooo! Babem comigo:


 Gatérrima ne? Me contem o que acharam. Dela, do texto e do que mais quiserem haha
 Beijos da tia Mari <3

4 comentários:

  1. NÃO ACREDITO QUE VC POSTOU FOTOS MINHAS! heuhruureuhreuhre
    Okay, sou uma enrolada de mão cheia mesmo, me perdoe. Mas tentarei escrever com mais frequência, te juro. Já tenho um quase pronto aqui.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POSTEEEEEEEEEEI AUHAUHAUHA acho bom mesmo mocinha, porque você escreve muito bem <3

      Excluir