quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Batalha de capas: livro vs. filme - Água Para Elefantes

 Oi pupilos!!! Eu to sumindo gente, eu sei, mas é que eu fico com 1001 ideias de posts na cabeça e, na hora de passar pro papel, não consigo DDD:
Fora que, a expectativa de chegada do ENEM está me enlouquecendo! Mais alguém pirando aí também?

 Anyway, estou aqui para um novo estilo de postagem.
 O intuito inicial da criação do blog era postar meus textos, resenhas de livros e afins. Mas como sou uma pessoa muito determinada, acabei deixando esse lado da Mari pra lá.
 Mas resolvi voltar com isso, com esses novos tipos de postagens. Quero postar resenhas de pelo menos 50% dos livros que eu ler (kd dinheiro amigos? Enquanto não consigo parceria, preciso de dinheiro kkk), nem que fiquem ridículos no começo; quero postar mais textos e crônicas de minha autoria e postar novidades -sobre filmes, livros, batalhas e etc-.
 Para começar com isso, resolvi fazer um post simples, uma batalha de capas! Vai rolar batalha de capas de livro na capa brasileira vs. estrangeiro, mas hoje é sobre livro vs. filme, que é a capa antes do filme ser lançado e a capa que eles relançam depois do filme (que eu quase nunca gosto).

 O livro que escolhi para a inauguração (rufem os tambores) foi Água Para Elefantes, da Sara Gruen.
 Vamos conferir?


 Sinopse
 Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.
 Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.
 É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.
"Água para Elefantes" é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.

 Eu ganhei o livro de aniversário do meu irmão e já o li faz um tempinho, pensei em fazer a resenha mas na época estava desmotivada (ai que horror). Enfim, adorei o livro, a riqueza de detalhes, já que amo o circo, e a elefanta Rosie é linda e diva e engraçada. É triste também, então rolou uma raiva por personagens que eu passei a apreciar morrerem.
 Apesar de toda a envolvência da loucura que é a vida no circo na época da depressão dos EUA, percebe-se claramente que é um típico "água com açúcar" que conquista nosso coração. E sim, me irritei muito com o Jacob e com a Marlena, mas nada muito grave haha

 Falando sobre as capas, eu tenho o relançamento, logo, a do pôster do filme. Ambas são bonitas, mas a capa original é muito mais misteriosa, dá o foco para o local que se passa a história, que é no circo, e não com os "personagens principais" (se bem que a Rosie é a principal, na minha opinião). Não vi o filme ainda, mas já vi o trailer e vi comentários sobre ele e, pelo trailer fiquei decepcionada porque o Jacob é ruivoooooo!!! E o Robert Pattinson não é ruivo e não parece com o Jacob da minha imaginação, muito menos a  Reese Witherspoon. Nos comentários que li/vi, parece que eles não colocaram muitas partes essenciais do livro no filme e eu acho isso errado porque se é a adaptação em filme, tem que pôr as partes principais.
 Outro fator que observei nos comentários do filme, foi que o marido da Marlena, August, bate mais na Rosie no filme do que em sua esposa, o que na verdade é o contrário.

Gente eu acabo falando demais, socorro. Voltando para as capas...

... apesar de a do relançamento ser muito bonita também, o mistério da primeira foi a que me conquistou, achei muito intrigante, sabe? Daqueles que instigam.
 Acho uma maldade as editoras recolherem TODOS os livros antes do lançamento do filme e depois lançá-los com o pôster do filme, acho que deveriam recolher pelo menos metade dos livros, porque tem pessoas (como eu) que preferem as capas originais.

 Então, se alguma editora estiver lendo isso (gente, que sonho), por favor, recolham só metade antes do lançamento das adaptações ): 

 E aí gente, gostaram desse novo tipo de post? Já estou com planos para postar sobre lançamentos do mês, no caso de novembro. Acho que vou postar das editoras Novo Conceito, Única e Novo Século, o que acham?

Beijos da tia Mari!!!

PS: Já estão participando do sorteio do blog? Não? Clica aqui e não perca que é até dia 11/11!
PPS: Gentemmm, ENEM já é depois de amanhã!!! Mais alguém pirando aí ou só eu? DD: 
PPPS: O que acham de posts sobre o mundo das cartas? Eu me correspondo e é a coisa mais maravilhosa que existe <3

2 comentários:

  1. Ai Mari, as capas originais dos livros sempre são mais lindas!!! Já vi esse filme, mas ainda não li o livro. O filme é lindo demais *-*

    Beijos, champagne supernova

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre ne? hahaha <3
      Eu provavelmente vou gostar porém ficarei revoltada, eles sempre cortam muitas coisas dos livros ): kk

      Excluir