quarta-feira, 22 de maio de 2013

Resenha: Uma Prova de Amor




Primeiro vem o amor, depois vem o casamento e depois… os filhos. Não é assim? Não para Claudia Parr. A bem-sucedida editora de Nova York não pretende ser mãe, e até desistiu de encontrar alguém que aceite esta sua escolha, mas, então, ela conhece Ben. O amor dos dois parece ideal. Ben é o marido perfeito: amoroso, companheiro e — assim como Claudia — também não quer crianças. No entanto, o inesperado acontece: um dos dois muda de ideia a respeito dos filhos. E, agora, o que será do casamento dos sonhos? Uma Prova de Vmor é um livro divertido e honesto sobre o que acontece ao casal perfeito quando, de repente, os compromissos assumidos já não servem mais. Contudo, é também uma história sobre como as coisas mudam, sobre o que é mais importante, sobre decisões e, especialmente, sobre até onde se pode ir por amor.


 Eu comprei esse livro ano passado pelo número de páginas - queria um que tivesse uma boa quantia. Faz uns bons meses que comprei e ele acabou ficando na fila. Sabia que o livro seria bonito, mas não pensei que fosse tão diferente.
 É o primeiro livro que eu leio da Emily Giffin e preciso confessar que me surpreendeu.
Comprei achando que seria um livro de romance "comum" mas na verdade ela vai além - ela pega uma situação que acontece na vida real e passa pro livro. Um amor tardio, verdadeiro, que por um desentendimento acaba e, depois, retorna.
 E é um assunto delicado, já que o preconceito contra mulheres que não querem ser mães é real.
Ora, por que raios eu tenho que me casar e ter filhos? Você pensa assim? Claudia. E Ben também.
 Mas quando alguém próximo tem um bebê as coisas podem mudar, já que muito sentimento é envolvido, certo? Isso aconteceu com Ben e Claudia.
 Gostei do livro porque mostrou que apesar do "divórcio" Claudia era uma mulher bem sucedida e madura, não submissa. E mostra parâmetros diferentes dentro do enredo, já que Claudia tem uma mãe e duas irmãs com vários problemas pessoais e personalidades diferentes.
 É super interessante o fato de que você vê a vida acontecendo tanto pra Claudia, como pra sua melhor amiga Jess (a quem ela acaba dividindo apartamento novamente, como na faculdade), e seus familiares. Emily nos deixa a par da situação da família toda, mas sem marcar aquela coisa de tempo certo, o que eu gosto.
 Gosto do decorrer do tempo de forma despretensiosa, porque assim o leitor pega os melhores e mais importantes momentos e consegue perceber que o tempo tá passando rápido, como na vida real. Porque isso acontece, não é? Aquela coisa de dez páginas relatando um único momento triste é um saco se não for uma situação essencial no enredo.
 De forma geral, eu amei o livro, apesar de ter demorado um pouco pra ler (estava lendo só no ônibus indo e vindo pra faculdade, e aí já viu), e me emocionei no final, apesar de ficar com gosto de quero mais.
 Li em uma resenha pelo nosso amigo Google que nesse livro, Uma Prova de Amor, ela mencionou personagens de livros passados já escritos por ela, que mesmo não fazendo parte da história do livro, fica legal porque o leitor que já leu os antigos vê como eles "estão" e pra quem ainda não leu ok, não vai perceber.
 Super indico e quero ter a experiência de ler mais livros dela.

 E aí, gostaram desse tipo de post? Eu ainda não sou boa em resenhar porque eu sempre acho que dou spoilers demais, mas eu amo tanto falar de livros que resolvi arriscar mesmo assim.
 Alguém já leu esse livro ou algum outro livro da Emily que queiram indicar? Vou adorar saber a opinião de vocês =)
 Beijos e cheiros <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário