quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Crítica do livro "Um amor pra recordar", de Nicholas Sparks

 Ei gente, tudo bom? Eu já percebi que muita gente acessa meu blog mas não comenta, e isso é triste pra mim, porque eu fico tão feliz quando vejo as visualizações mas tão triste quando não vejo comentários. Poxa, tem uns conteúdos legais aqui, comentem o que gostaram e o que não gostaram, é muito importante pra mim!!! Mas vamos ao que interessa:
 Esses dias eu li Um amor pra recordar, de Nicholas Sparks, e resolvi dar minha crítica e uma pequena resenha.

 Foi a primeira vez que li um livro do Sparks e já sabia que ele é conhecido pelos seus romances, de uma forma sempre envolvendo Deus. Mas não pensei que fosse me impressionar tanto igual me impressionou (sério, acabei em menos de um dia).
 No começo pensei que não ia me interessar, mas à medida que a trama foi se desenrolando eu passei a sentir tudo o que Landon sentia, chorei com ele, ri com ele, e terminei com gostinho de quero mais.
 Sparks me surpreendeu com a mudança de Landon, em como ele amadureceu visivelmente no decorrer do livro.


 O livro é uma narrativa de Landon Carter, que volta ao seu passado, mais exatamente no ano de 1958, quando tinha 17 anos.
 Era um daqueles caras "descolados" da época, rodeado de amigos, com família tradicional, que zomba dos outros. Estava no seu último ano quando conheceu Jamie Sullivan, filha do pastor, quieta, sempre com o cabelo preso em um coque e de suéter azul. Com sua Bíblia na mão, era a pessoa mais gentil que Landon já vira.
 Ele vai se apaixonando aos poucos por ela e a medida que as páginas viram é fácil compreender o porque.
 Ao contrário dos romances água com açúcar, ele foca o mundo à volta, a vontade de ajudar o próximo e a espera por um milagre. O livro mostra o crescimento de Landon graças a seu anjo Jamie.
 Um livro de certa fascinante. Sem mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário